quarta-feira, 14 de novembro de 2012

ISAQUE UM SEMEADOR EM POTENCIAL




E semeou Isaque naquela mesma terra e colheu, naquele mesmo ano, cem medidas, porque o Senhor o abençoava.” (Gn 26:12)

Se você deseja ser como Isaque, um semeador em potencial, observe as seguintes lições de Liberalidade Cristã, que são grandes verdades revolucionárias para o nosso dizimar e ofertar.

Primeira:      Tenha determinação para semear
“E semeou Isaque”
Há muitos que guardam a semente ou comem a semente, e por isso não semeiam no Reino; portanto, nada colhem.

Segunda:  Saiba a terra certa para semear   
“E semeou Isaque naquela mesma terra...”
Uma colheita certa depende de uma terra certa.  Jesus nos ensina na famosa parábola do semeador que a semente que frutifica é aquela que é semeada em boa terra (Mt 13:8).
Existem crentes que deixam de semear onde se congregam, deixam de semear onde são pastoreados.  Enviam o seu dízimo para outras partes (o que está errado;  dízimo deve ser entregue onde se congrega, na casa do tesouro, segundo Malaquias 3.10).
Não nos esqueçamos que  “semeou Isaque naquela mesma terra...”
                                                                                                                                                                                                                                  
Terceira:     Creia que a colheita é certa  
“... e colheu...” 
A lei da semeadura é divina, e por ser divina é certa.  
“... tudo o que o homem semear, isto, ceifará.” (Gl 6:7)
“E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundancia, em abundancia também ceifará.” (2 Co 9:6)

Quarta:   Esteja consciente que Deus é quem estabelece o tempo da colheita
“... e colheu naquele mesmo ano...”
Nós determinamos o tempo de semeadura, e Deus, o tempo da colheita.
“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos,  se não houvermos desfalecido.”  (Gl 6:9)

Quinta:  Alegre-se porque a colheita será abundante
“... e colheu, naquele mesmo ano, cem medidas, porque o Senhor o abençoava.”
“Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para comer também multiplicará a vossa sementeira, e aumentará os frutos da vossa justiça.
Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós, se dêem graças a Deus.”  (2 Co 9:10,11)

Pastor Marcos Antonio

domingo, 11 de novembro de 2012

CELEBRANDO O AMOR FRATERNAL


“E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jonatas se ligou a alma de Davi; e Jonatas o amou como ‘a sua própria alma.     E Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para a casa de seu pai.    E Jonatas e Davi fizeram aliança;   porque Jonatas o amava como a sua própria alma.      E Jonatas se despojou da capa que trazia sobre si e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada,  e o seu arco, e o seu cinto.” 
(1 Sm 18:1-4)

1.  Neste texto observamos a celebração do amor fraternal. Davi e Jônatas nos ensinam  lições preciosas:

Primeira:   Que o amor não discrimina. 
Jônatas era príncipe, Davi era um simples campesino, um pastorzinho de ovelhas.   Mas, o amor fraternal que desconhece preconceitos, ligou aqueles dois corações em sincera amizade.

Segunda:  O amor é dadivoso.
Jônatas entendeu que amar significa dar.    E, quando sua alma se ligou a alma de Davi, imediatamente, deu o seu melhor para o seu amigo: Suas vestes de príncipe.   Por certo roupas de grife da época;  linho finíssimo digno de filho do rei.   O Davizinho acostumado a vestir a sua gasta e simplória roupa de interiorano, agora veste uma roupa super “chique”.
Mas, as dádivas do amor não pararam, Jonatas abre seu material bélico, e dá a Davi também as suas armas: sua espada, seu arco e seu cinto.                                                                             

2.  O singular gesto de Jônatas revela-nos lindas verdades do Amor:

Primeira:   Que o amor é a motivação maior do dar
Jonatas não mesclava barganha no relacionamento interpessoal.  Simplesmente amava sem esperar nada em troca.  Pelo contrário, seu coração generoso cheio de amor o levou a partilha de tudo o que tinha com seu amigo.

Segunda:   Que o amor revela que somos todos iguais.    Tudo porque o amor põe por terra as paredes do “apartheid”,  as barreiras de toda a ordem.   Nesta história bíblica, o príncipe e o plebeu, o ricaço e o pobre,  o magnata e o roceiro,  fazem aliança pelo amor fraternal.

Terceira:     Que o amor nos torna parecido.   
Fico a imaginar quando Davi saiu pelas ruas da cidade usando as vestes de Jonatas.  Por certo não poucos confundiram Davi com Jonatas.  O amor nos deixa semelhante.  Bendita clonagem de Deus.

Quarta:   Que o amor é profeta
O amor manifesto por Jonatas transmitiu a Davi três profecias:

  •      Que por maiores que sejam as dificuldades na tua vida, você será sempre agasalhado pelo apreço dos verdadeiros amigos.  

Ao vestir Davi com suas roupas, estava dizendo:  Que minha estima  te agasalhe! 
É de bom alvitre lembrar, que Jonatas não deu a Davi, trapos e farrapos.  Ele presenteia a Davi com o melhor que tinha.  Abre o seu próprio guarda roupa, tira de suas
                                                                                                     39
roupas de príncipe, o que havia de melhor em sua grif real. 
A falta de amor no coração de muitos crentes, se manifesta nas doações que fazem muitas vezes para  o serviço social, das igrejas onde se congregam.  E, não estou falando de crentes materialmente pobres;  refiro-me a crentes que possuem recursos;  mas, pela falta de amor fraternal,são mesquinhos e miseráveis.  Doam camisas rasgadas e sem botões, vestidos que mais parecem capa de botijão de gás,  sapatos furados e sem cadarços, etc...
Se Jonatas fosse desse tipo de crente, Davi sairia de sua casa, feito um espantalho, um Jeca Tatu.   Mas, o amor, que sempre busca fazer o melhor, fez Jônatas vestir a Davi, como um príncipe  da casa real.

  •     Que diante dos inimigos, não te faltar á um amigo para guerrear as tuas guerras. 

Jônatas, ao compartilhar suas armas com Davi estava declarando:  As tuas guerras são minhas , tuas batalhas são minhas,  conte comigo!

  •       Que você vai chegar ao trono

No amor existe sempre um caráter profético.  Quando ministramos amor ao nosso próximo, sem dúvida estamos profetizando; porque o amor é profeta.  As dádivas de Jonatas para Davi, foi um ato profético.   Ao vesti-lo com as roupas da corte, o amor foi o arauto de Deus para profetizar para Davi: “Vai se acostumando com estas vestes,  porque você será rei de Israel.”
Aprendo com esta verdade,  que quando amamos profetizamos bênçãos e vitória.

Pastor Marcos Antonio


sexta-feira, 9 de novembro de 2012

PAULO SERVO DO SENHOR




PAULO, UM SERVO DIGNO DE SER IMITADO 
1 Co 11:1

1. Paulo, um servo sempre pronto:
·        Pronto para pregar – Rm 1:15
·        Pronto para servir –  2 Co 12:14
·        Pronto para morrer -  At 21:13

      2. Paulo, um servo moldado pela tribulação:
Cada obreiro tem a sua tempera espiritual, que é definida pelos sofrimentos experimentados  durante a vida.     O apóstolo Paulo foi um bom aluno da escola do sofrimento (2 Co 7:5)(2 Co 1:8).   Ele aconselhava a Timóteo:”Participa dos meus sofrimentos”, porque ele próprio se tornou grande exemplo para todos.
Tinha todas as condições morais e espirituais para consolar aqueles que estavam atribulados – At 14:19-22;  16:40;  1 Co 1:3-6
Aos Gálatas ele escreve: “Quanto ao mais, ninguém me moleste porque eu trago no corpo as marcas de Cristo.” (Gl 6:17)
Outro fato surpreendente em Paulo, é que as lutas e aflições o deixava  “atribulado, mas não angustiado; perplexo, mas não desanimado” (2 Co 4:7)

·        A tribulação para Paulo era a disciplinadora do caráter cristão – Rm 5:3-5; 2 Co 12:1-10

·        A tribulação para Paulo era a cooperadora para o progresso do Evangelho – Fp 1:12-14; 1 Co 4:9-14

·        A tribulação para Paulo era a geradora de fortaleza espiritual – Rm 5:3; 2 Co 4:17

·        A tribulação para Paulo era a ante-sala do Céu – At 14:22; Rm 8:17;  Lc 24:26


3. Paulo, um servo humilde:
·        Dos pecadores, o principal – 1 Tm 1:15
·        Dos apóstolos, o menor – 1 Co 15:9
·        Dos santos, o mínimo – Ef 3:8

Pastor Marcos Antonio

COMO SER RESTAURADO DA DEPRESSÃO


COMO SER RESTAURADO DA DEPRESSÃO
Pastor Marcos Antonio da Silva





Texto Bíblico:    Salmo 42:5-11

- Neste Salmo 42,  o Salmista vivendo um quadro de dor e angústia:
PRIMEIRO – O Salmista olha pra Deus (prioriza buscar a Deus) – v. 1,2
SEGUNDO -  O Salmista olha para sua alma – v. 5, 6, 11

I.  O QUE É DEPRESSÃO ?

§       Depressão – significa queda brusca de nível  causado por peso ou pressão.   
      - A depressão nos tira do curso normal da vida – Nos tira da normalidade.   E, este desnível causado por sobrecarga emocional. 
Peso que comprime a alma – uma espécie de esmagamento:

.O Salmista fala disso no Salmo 42:10   
“Como ferida mortal em meus ossos” (A.R.C.)      
“Até os meus ossos sofrem agonia mortal” (N.I.V.)

§       Depressão – se caracteriza por profunda tristeza, desanimo, desistimulo e  perda do real sentido da vida.

§       Depressão - Estima-se que nos países ocidentais (como os Estados Unidos),      6% da população sofrem de depressão; isso representa cerca de 17 milhões de pessoas.       No mundo, mais de 300 milhões de pessoas sofrem hoje de depressão.

II.GRAUS DE INTENSIVIDADE DA DEPRESSÃO:

§       Depressão aguda  (mais curta)
§       Depressão cronica  (mais prolongada)

III. SINTOMAS DA DEPRESSÃO:

1.    Perda do sentido da vida
Jó 9:21   “Conquanto eu seja íntegro,  já não me importo comigo; desprezo a minha própria vida.”

2.    Perda da Fé – Mt 11:2,3


3.    Perda da alegria (mal humor) – Pv 17:22
- Daví disse no Salmo 32 – “O meu humor tornou-se em sequidão de estio”

- ENDORFINA é um neuro-hormônio produzido pelo próprio organismo na glândula hipófise. Sua denominação se origina das palavras endo (interno) e morfina (analgésico).   A ENDORFINA – é conhecido como o hormonio da alegria.

Pv 17:22   “O CORAÇÃO ALEGRE SERVE DE BOM REMÉDIO”


4.    Perda da capacidade de concentração –


5.    Sentimento de fracasso e derrota



6.    Pessimismo

7.    Dificuldade de tomar decisões

8.    Dificuldades para desempenhar tarefas

9.     Alterações do apetite

10.                       Alterações do sono – Jó 7:4

11.                       Irritabilidade e impaciencia

12.                       Crises de choro (OU)  Dificuldade para chorar

13.                      Auto-comiseração  (pena de si mesmo) – 1 Rs 19:10
14.                       Sentimento de culpas injustificáveis

15.                       Pensamentos de morte  – 1 Rs 19:4;  Nm 11:15

16.                       Sintomas físicos, tais como: Dores de cabeça, alterações do sistema digestivo,  sensação de desconforto nos batimentos cardíacos.


IV.                        COMO A BÍBLIA CONCEITUA A DEPRESSÃO

1.    É  tristeza que opera a morte – 2 Co 7:10

§       Enquanto a tristeza segundo Deus (que é benéfica) leva o homem ao arrependimento,  a tristeza oriunda de um quadro depressivo, induz o homem a morte.


§       Como a Bíblia define a Alegria:
1º.) Alegria é a força da vida – Ne 8:10
2º.) Alegria é a Unção que vem de Cristo – Is 61:3....Hb 1:9
3º.) Alegria é o melhor tratamento de beleza – Pv 15:13
4º.) Alegria é o melhor banquete – Pv 15:15
5º.) Alegria é o melhor remédio – Pv 17:22


2.    É “stress” da mente e da alma – Ex 33:14

Lembrando que “stress” dá a idéia de pressão sobre algo – no caso alma humana, levando ao cansaço e ao esgotamento fisico e emocional.
Moisés, em semelhança a tantos outros servos de Deus e a todos os seres humanos, vivenciou momentos de esgotamento e “stress”;   mas o Senhor o restaurou – Ex 33:14

3. É poço profundo de angústias – Sl 130:1; Lm 3:55

É comum ouvir de pessoas com depressão: - “Estou no fundo do poço...”   
A depressão leva o ser humano aos níveis mais baixos, quanto a valorização da vida e de si mesmo.

4. É prisão, é cativeiro -  Rm 8:35

Em Romanos 8:35, a palavra angústia é no grego: “stenochoria” – dá a idéia esta palavra grega, de lugar estreito, lugar apertado (como uma prisão).

Tg 5:16     - O termo “paixões” no grego: sentimentos, prisões
Sl 108:12
Lc 4:18,19

5. É  aperto da alma – Sl 4:1
A palavra angústia deste texto bíblico no Hebraico é:  “SAR” – que significa grande aperto.
Devemos considerar 2 aspectos (o externo e o interno) – Rm 8:35;  2 Co 2:4;  7:5

   6. É amargura da alma – Jó 10:1
A depressão rouba o sabor da vida.  A doçura de uma vida radiante dá lugar ao fel da amargura de alma.


V.                          A DEPRESSÃO DO PROFETA ELIAS  – 1 Rs 19:1-16

1.    A DEPRESSÃO DE ELIAS  REVELA NOSSA HUMANIDADE

Tg 5:17  ELIAS HOMEM SUJEITO AS MESMAS PAIXÕES QUE NOS   (os mesmos sentimentos que nos – as mesmas frustrações que nós – as mesmas aflicoes que nós – as mesmas depressoes que nós). 

O grande profeta de fogo Elias, também era gente como a gente – Que não estava nem em pecado, nem endemoniado –  1 Rs 19:1-16;  Tg 5:17


2.               O PERFIL DA DEPRESSÃO DE ELIAS:

1ª.) Oposição e perseguição – 1 Rs 19:1-3

a)    Elias tirou os olhos de Deus e colocou os olhos em quem o ameaçava – a rainha Jezabel

b)   Elias pensou:  Minha vida esta nas maos de Jezabel (errado).  Elias perdeu o foco de sua visao – Ele deveria pensar e dizer: Minha vida esta nas maos de Deus.

c)    Se voce pensar e crer que a tua vida esta nas maos do homem – voce teme e fracassa.       Se voce acredita que teu ministerio esta nas maos do homem – voce teme.      Se voce pensa que a tua familia esta nas maos da presente crise, voce teme e ate se desespera.

d)   Tire os olhos da crise – Coloque os olhos em Deus.


2ª.) Desejo de sumir – 1 Rs 19:3,4

a)    A depressao rouba de nos, a coragem de enfrentar o problema de frente.

b)   Davi no Salmo 55:6,7 – por estar com Depressao – desejou jugir:     AH!  QUEM ME DERA ASAS COMO DE POMBA!   VOARIA E ESTARIA EM DESCANSO.    EIS QUE FUGIRIA PARA LONGE E PERNOITARIA NO DESERTO.


3ª.) Desejo de ficar sozinho – 1 Rs 19:3

a)    Na hora que Elias mais precisava de gente – ele quis ficar sozinho -   E, DEIXOU ALI O SEU MOÇO...

b)   Na DEPRESSAO – Na hora que mais precisamos de gente, queremos ficar trancados em um quarto escuro.

c)    Ser abandonado pelas pessoas é algo terrível – Mas, ser abandonado por si mesmo   (o depressivo abandona-se a si mesmo...)


4ª.) PERDA DAS FORÇAS PARA PROSSEGUIR – 1 Rs 19:4


5ª.) Vontade de morrer – 1 Rs 19:4
a)    Is 40:29-31

b)   Enquanto o depressivo dizia pra Deus – EU QUERO MORRER – Deus do seu trono dizia: Elias, creia em mim – VOCE NAO VAI MORRER! VOCE NAO VAI MORRER!...

3.   COMO DEUS TRATOU DE ELIAS EM DEPRESSÃO, ELE TAMBÉM NOS TRATA:

1º.) Deus restaurou Elias da depressão de forma fisica, psiquica e emocional – 1 Rs 19:4-6 (usando meios materiais e palpáveis)
a)    Sonoterapia – Sl 4:7; Sl 127:2

b)   Nutrição – alimentação adequada (pão nutritivo e água – para hidratar)
                     
2º.) Deus restaurou Elias da depressão, espiritualmente (usando meios  sobrenaturais) – 1 Rs 19:5-8

a)    Um anjo vem socorrer Elias – Hb 1:14
Obs. Importante – Elias nao estava discernindo – Mas, o Senhor estava dizendo pra Elias, com a chegada do anjo, que a caminhada com Deus – e uma caminhada de progresso:
1º.)  Sustentado por corvo
2º.)  Viuva
3º.)  E, agora – o melhor – sustentado e alimentado por anjo.


b)   A Palavra de Deus fortaleceu quem estava fraco e abatido – 1 Rs 19:7    E O ANJO DO SENHOR TORNOU SEGUNDA VEZ, E O TOCOU, E DISSE:  LEVANTA-TE E COME,  PORQUE MUI COMPRIDO TE SERA O TEU CAMINHO.   (250 milhas)

c)    Bem verdade, que aqueles paes e a botija de agua – podem representar a PALAVRA DE DEUS – o melhor medicamento para a cura da depressão.  – Jr 15:16; Mt 4:4; Cl 3:16; Sl 119:103;  Sl 119:28   Fortalece-me segundo a Tua Palavra

d)   Se voce esta hoje com DEPRESSÃO – receba a Palavra de Deus – Ela tem Vitaminas Espirituais para tua alma (Sl 119.28
                                                                                  

4.      CUIDADO !  DEPOIS DE RESTAURADOS, SE NÃO VIGIARMOS, PODEMOS SOFRER RECAÍDAS – 1 Rs 19:9,10

LIÇÕES DA CAVERNA DA DEPRESSÃO – 1 Rs 19:8-16

1ª.)  Viver no Monte de Deus não nos livra da caverna – 1 Rs 19:8,9


2ª.)  A caverna da depressão nos leva ‘a auto-comiseração – 1 Rs 19:10

3ª.) A caverna da depressão faz diminuir em nós o grau de conhecimento de Deus – 1 Rs 19:11-13

4ª.) Enquanto satanás quer nos matar e sepultar na caverna da depressão,  Deus por sua vez nos chama para fora dela, para grandes projetos e realizações – 1 Rs 19:15,16

     5ª.) Enquanto na caverna da depressão, Elias dizia: “Aqui eu vou morrer!”;  Deus dizia:  “Elias, voce não vai morrer !” 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

SERVIDÃO NÃO, SERVIÇO SIM!




1.  Fomos resgatados do mundo de pecado para servir a Deus

O apóstolo Paulo fala em 1 Tessalonissenses 1.9,10,  que fomos salvos para dois grandes propósitos: Servir e Esperar.     ...e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro,    e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.
O momento da conversão marca a entrada no Serviço do Senhor. (At 9.6)
 Quando fomos salvos, não ingressamos em uma espécie de disneylandia espiritual . Estamos na neste mundo para os grandes empreendimentos no Serviço do Senhor.  O Senhor da Obra conta conosco (Is 6.8) ( Mt 21.28).  
Não importa onde e como Ele deseja nos usar; que nos rendamos ao seu chamado, pois, para isto fomos salvos. Portanto, ponhamos a mão ao arado e não olhemos para trás.   Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus (Lc 9.62)

2.  Antes servidão, agora serviço

Há uma grande diferença entre estes dois termos: servidão e serviço.  Enquanto serviço é labor, trabalho; servidão significa escravidão, trabalho forçado. 
Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. (Ex 21.2)
Ao chamar Moisés para a grande missão de liderar o povo de Israel, tirando-o da servidão, deixou claro o propósito desta libertação:  Serviço
Certamente Eu serei contigo, e isto te será por sinal de que Eu te enviei:  quando houveres tirado este povo do Egito,  servireis a Deus neste monte. (Ex 3.12)
De igual modo como Igreja resgatada pelo Sangue (1 Pe 1.18,19), fomos salvos da servidão do pecado para servirmos hoje a Cristo (Rm 6.16-18)
Que linda é a maravilha da Salvação em Cristo, que nos tirou da servidão do pecado e nos deu serviço em sua Obra (1 Co 15.58)

Como devemos servir a Deus:
§        Devemos servir a Deus exclusivamente  (1 Sm 7.4)
§        Devemos servir a Deus com um coração perfeito e alma voluntária (1 Cr 28.9)
§        Devemos servir ao Senhor com temor (Sl 2.11)
§        Devemos servir a Deus em novidade de espírito (Rm 7.6)
§        Devemos servir a Deus com alegria (Sl 100.2)


3.  Quatro propostas do diabo, para que não sirvamos a Deus:
       No livro do Êxodo, temos o registro de como Faraó tentou de todas as formas impedir que Israel, deixasse o Egito, para servir unicamente a Deus.
Faraó fez algumas malignas propostas.  De igual modo, o Faraó de nossos dias, o diabo, faz-nos as mesmas propostas, para nos deter no Egito espiritual, este mundo de pecados:

   a)Sirva a Deus sem perder o vínculo com o mundo 
Então clamou Faraó a Moisés e a Arão e disse:  Ide e sacrificai ao vosso Deus nesta terra (Ex 8.25)
Sabemos que a amizade com o mundo é inimizade com Deus (Tg 4.4)

b)Sirva a Deus, mas seja um cristão que não progride na vida espiritual
Então, disse Faraó:  Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao Senhor, vosso Deus, no deserto;  somente que indo, não vades longe...(Ex 8.28)
Seja o nosso desejo de irmos longe na santificação (Ap 12:11),  na oração (1 Ts 5.17),  no estudo da Biblia (Jr 15.16),  na evangelização (At 1.8), na adoração (Jo 4.20-24)

 c)Sirva a Deus, mas não te importes com a salvação de tua família
Quais são os que hão de ir...E Moisés disse:  Havemos de ir com nossos meninos e com os nossos velhos,  com os nossos filhos, e com as nossas filhas...(Ex 10.8,9)
Não sosseguemos, até vermos toda nossa casa salva por Jesus, pois esta benção é promessa  bíblica (At 16.31)

d)Sirva a Deus, mas sem ofertar e dizimar
Então, Faraó chamou a Moisés e disse:  Ide, servi ao Senhor, somente fiquem vossas ovelhas e vossas vacas...(Ex 10.24)
Sirvamos a Deus com tudo que somos e temos (Sl 103.1,2), honrando ao Senhor sempre com as primicias de toda a nossa renda (Pv 3.9), sendo fiéis nos dízimos e nas ofertas para sua Obra (Ml 3.8-10)

O querido amigo,  pastor Abraão de Almeida, contou-me que certo dia  foi convidado para o aniversário de um amigo,  um querido irmão presbiteriano.  
Para externar seu carinho e seu apreço, levou um presente ao aniversariante.   Mas, este irmão era tão fiel a Deus em seus dízimos; que logo ao receber o presente,  perguntou reservadamente ao pastor Abraão:
- Meu caro irmão, seria possível saber o valor deste presente ?  Sei, que não é usual procurar saber isto. Mas, por favor meu irmão, eu preciso saber para entregar o dízimo que pertence a Deus!


4. ASPECTOS SINGULARES DE NOSSO SERVIÇO A DEUS

a) O Serviço Sacerdotal
...sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo. (1 Pe 2.5)
Nosso serviço sacerdotal é fundamental para termos uma vida cristã abençoada.   Este serviço a Deus, relaciona-se primeiramente com o nosso dever devocional de oração, louvor e adoração.

b) O Serviço Promocional
Que pregues a Palavra...(2 Tm 4.2)
Fomos chamados para promover o Reino de Deus na Terra, proclamando o Evangelho de Cristo a toda a criatura (Mc 16.15)(At 1.8)

c) O Serviço Social
E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. (Gl 6.9)
E vós irmãos, não vos canseis de fazer o bem. (2 Ts 3.13)
A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta:  Visitar os orfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção deste mundo.(Tg 1.26)

d) O Serviço Celestial
...e os seus servos o servirão (Ap 22.3)
Quem imagina que no Céu deixaremos de servir, engana-se grandemente.  A Palavra de Deus nos revela que haverá serviço a Deus por toda a eternidade.
Sem dúvida, serviremos ao Senhor com nossos louvores e com a nossa adoração.

CONCLUSÃO:

Sirvamos a Deus e ao próximo, movidos pelo mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus (Fp 2.5), que despido de toda a arrogancia humana, serviu com humildade e despreendimento, porque servia por amor (Jo 13).

Pastor Marcos Antonio