terça-feira, 28 de julho de 2009

VINTE E OITO COISAS PERFEITAS DO SALMO 23

1. "O Senhor" - O perfeito Deus

2. "É o meu pastor" - O perfeito guardador

3. "Nada me faltará" - A perfeita provisão

4. "Deitar-me faz" - O perfeito repouso

5. "Em verdes pastos" - O perfeito alimento

6. "Guia-me mansamente" - O perfeito guia

7. "A águas tranquilas" - A perfeita paz

8. "Refrigera a minha alma" - A perfeita restauração

9. "Guia-me" - O perfeito líder

10. "Pelas veredas da Justiça" - O perfeito caminho

11. "Por amor do seu Nome" - A perfeita misericórdia

12. "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte" - A perfeita proteção

13. "Não temeria mal algum" - A perfeita confiança

14. "Porque Tu estás comigo" - A perfeita companhia

15. "A tua vara" - A perfeita defesa

16. "E o teu cajado" - A perfeita ajuda

17. "Me consolam" - O perfeito consolo

18. "Preparas" - A perfeita provisão

19. "Uma mesa perante mim" - O perfeito banquete

20. "Na presença dos meus inimigos" - A perfeita segurança

21. "Unges a minha cabeça com óleo" - A perfeita unção

22. "E meu cálice transborda" - A perfeita alegria

23. "Certamente" - A perfeita certeza

24. "Que a bondade" - A perfeita benevolencia

25. "E a misericórdia" - A perfeita compaixão

26. "Me seguirão todos os dias da minha vida" - A perfeita benção

27. "E habitarei" - A perfeita comunhão

28. "Na Casa do Senhor por longos dias" - A perfeita morada

Pastor Marcos Antonio

sexta-feira, 24 de julho de 2009

QUANDO DEUS TEM FOME...

"O meu amado desceu ao seu jardim, aos canteiros de bálsamo, para se alimentar nos jardins e para colher os lirios. Eu sou do meu amado e o meu amado é meu, ele se alimenta entre os lirios."
Cantares 6:2,3

1. Quando a Igreja tem fome, vem a boca de Deus para se alimentar:

• A Boca de Deus é o restaurante do crente: ...Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra que sai da Boca de Deus. – Mt 4:4; Jr 15:16; Sl 119:103


2. Quando Deus tem fome, vem em nossa boca para se alimentar:

• Ct 6:2,3 - nos declara que o amado desceu ao seu jardim para se alimentar. Notai a expressão: SEU JARDIM. Por certo jamais desce em jardins que não lhe pertence. A Igreja é o seu jardim – Ct 4:12, e é dela que espera colher o fruto para seu alimento.
Este fruto é colhido em nossos lábios - Portanto, ofereçamos sempre, por Ele a Deus, sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.(Hb 13:15)

Nota explicativa:
Ao mencionar que Deus tem fome (neste sentido de receber o nosso louvor), não estou afirmando que Deus possui necessidades – o que seria um sério erro de interpretação teológica. Deus não depende de nada e não necessita de coisa alguma. É auto-suficiente, é soberano.
Disse A.W. Tozer: Admitir que Deus necessite de algo, seria admitir um ser divino incompleto. Necessidade é uma palavra própria a criatura e não pode ser empregada ao Criador.
Mas utilizando a linguagem poética e profética de Cantares, posso enfatizar com alegria, do prazer de nosso Amado Senhor, em vir ao nosso encontro e se alegrar ao tomar o fruto de nossos lábios, que é o sacrifício de louvor.

Se Eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.
Comerei Eu carne de touros, ou beberei sangue de bodes...
Oferece a Deus sacrifício de louvor...
Sl 50:12-14

A SEGUNDA MILHA

“ E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” (Mateus 5:41)

Introdução:
• A milha romana media em torno de mil passos; aproximadamente 1.478 metros.

• A proposta de Jesus no Sermão do Monte a respeito, baseia-se em um costume dos povos do Oriente, que quando enviavam um emissário de um lugar para outro, se requeria que um representante local viesse recebe-lo a certa distancia. Isto significava amabilidade e cortesia, que não se prendia apenas ao fato de receber e saudar o visitante; mas, o anfitrião fazia algo a mais – pois a cortesia incluía o carregamento das bagagens, o que tornava muitas vezes uma tarefa árdua e difícil.

• A primeira milha era o costume e também obrigação. Era de lei, e o escalado a receber o emissário visitante de modo algum poderia se esquivar. O verbo “obrigar” em Mateus 5:41, revela-nos o caráter compulsório da missão.

• Jesus nos coloca diante de duas escolhas: Fazer o usual, seguir o que todos fazem, aquilo que é convencional em relação ao próximo ou ir além do que está humanamente estabelecido, exercitando o amor ágape que excede, que supera, que vai além e que é sacrificial. Esta é a segunda milha.

1. A SEGUNDA MILHA DO AMOR FRATERNAL
• 1 Co 13:1-13
• Rm 12:9-21
• Se eu caminhar com meu irmão a segunda milha do amor fraternal, vou aceitar suas diferenças e vou amá-lo como é.


2. A SEGUNDA MILHA DO PERDÃO
• Mt 18:21,22
• Cl 3:13
• Se eu caminhar a segunda milha do perdão, viverei ao conceder ao meu próximo, a vida que vem do perdão.

3. A SEGUNDA MILHA DA INTERCESSÃO
• Is 59:16
• Tg 5:16
• Creio que a intercessão toca sensivelmente o coração de Deus; porque na intercessão esquecemos de nós mesmos para pensar no próximo.

Conclusão:
Estamos dispostos a aceitar a proposta do Senhor...
Que Deus nos ajude a caminhar a segunda milha.


Pastor Marcos Antonio

terça-feira, 21 de julho de 2009

TRES RAZÕES PARA NÃO TER RAZÃO

Uma das facetas do ministério pastoral, sem dúvida é a arte de administrar conflitos entre irmãos e levá-los a reconciliação.
Todas as vezes que ministro no aconselhamento pastoral para crentes que estão em pé de guerra, faço uso de um pequeno sermão,que tem por título:
TRES RAZÕES PARA NÃO TER RAZÃO.

1. PRIMEIRA RAZÃO - DEUS TEM RAZÃO

Quando entendemos que a razão não é nossa, mas é de Deus, tudo se resolve - Is 55:8,9; Jo 13:7


2. SEGUNDA RAZÃO - SE EU NÃO PERDOAR NÃO SEREI PERDOADO POR DEUS

Jesus deixou isto bem claro em Mateus 6:14,15

3. TERCEIRA RAZÃO - HOMICIDA NÃO ENTRA NO CÉU

1 Jo 3:15 - declara que: "Qualquer que aborrece a seu irmão é homicida..."
Por sua vez, Apocalipse 22:15 assevera que: Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, e os que se prostituem, e OS HOMICIDAS..."
Portanto, amemo-nos uns aos outros - Lembrando sempre que bandido não entra no Céu.
E o que tem de "homicidas espirituais" nas igrejas e até dentro do ministério. O que é triste e lamentável.
Quem ama concede vida - Mas, quem não ama é homicida, é bandido.


Pastor Marcos Antonio

COM ABRAÃO NA ESCOLA DA ADORAÇÃO

Gn 22:1-7

Algumas lições maravilhosas podemos aprender sobre o ADORADOR ABRAÃO neste precioso texto bíblico:
Todos que desejam ser adoradores de verdade, devem imitar o querido patriarca - que nos ensina o que significa adorar a Deus:

COM ABRAÃO NA ESCOLA DA ADORAÇÃO, APRENDEMOS:

1. QUE SEM ENTREGA TOTAL NÃO EXISTE ADORAÇÃO – Gn 22:1,2

2. QUE A ADORAÇÃO EXIGE OBEDIENCIA – Gn 22:1-3

3. QUE A SANTIFICAÇÃO PRECEDE A ADORAÇÃO – Gn 22:4,5

4. QUE PARA ADORAR EU DEVO TRAZER QUATRO ELEMENTOS INDISPENSÁVEIS - Gn 22:6,7

a. Lenha - Gn 22:6 - Que fala da Oração - Pv 20:26; 1 Ts 5:17
b. Fogo - Gn 22:6 - Que fala do fervor do Espírito no coração - Rm 12:11; 1 Ts 5:19
c. Cutelo - Gn 22:6 - Que fala de corações rasgados e cortados - Jl 2:13; Sl 51:17
d. Cordeiro - Gn 22:7 - Nossa vida por inteira entregue ao Senhor - Sl 51:17; At 9:6

Pastor Marcos Antonio

segunda-feira, 20 de julho de 2009

DEUS É BOM

"Provai e vede que o Senhor é bom" (Salmo 34:8)

Este é um maravilhoso convite, que não deve ser rejeitado: Um convite para provar a Bondade de Deus em sua essencia e plenitude.
Quando o aceitamos, provamos que:

1. DEUS É INFINITAMENTE BOM

Sua bondade não tem limites.

2. DEUS É INDEPENDENTEMENTE BOM

Não depende de ninguém para ser Bom. É perfeitamente Bom em Si mesmo. Ele é a própria Bondade.

3. DEUS É PLENAMENTE BOM

Sua bondade não precisa ser melhorada ou completada. Enquanto nós precisamos crescer em bondade - Ele por sua vez é absolutamente Bom.

4. DEUS É UNIVERSALMENTE BOM

Ele não é mais bom no norte e menos bom no sul, por exemplo. Deus é bom nos céus e na Terra. Grande é a sua Bondade !

5. DEUS É IMUTAVELMENTE BOM

Não existe mudanças ou variações em Sua Bondade. Ele é constantemente Bom!

6. DEUS É ETERNAMENTE BOM

Foi Bom, é BOm e sempre será Bom !

Não quereis aceitar este amável convite para provar que o Senhor é Bom...Vinde e desfrute de Sua sempiterna Bondade.


Pastor Marcos Antonio

quinta-feira, 16 de julho de 2009

CANÇÕES NA NOITE

"Mas ninguém diz: Onde está Deus que me fez,
que inspira canções de louvor durante a noite,"
(Jó 35:10)

Introdução:

- Canções na noite - Este é o tema de nossa mensagem hoje! Seja edificado e fortalecido na fé.

- Todo este capítulo 35 de Jó, fala das respostas de Eliú ao patriarca Jó. Entre as suas asseverações, surge uma linda e poética verdade: que Deus dá-nos canções durante a noite escura de aflições da vida.

- O texto leva-nos a pensar, que por mais negra que seja a noite, mais brilham as estrelas. Que por mais atroz que seja o nosso sofrimento, maior é a inspiração de Deus para nós louvarmos o Seu Nome. Pois, no escuro vale da existencia humana, sempre se ouvirá um sincero louvor que brota de um coração adorador.

- Esta mensagem é para voce, que já sem forças, sente as agruras da noite escura de aflição. Cuja esperança foi perdida porque todos os seus recursos se esgotaram.

- Voce que está passando por momentos de cálice amargo; esta palavra é para o teu coração entenebrecido pela noite de lágrimas, dor e desalento: Deus vem hoje ao teu encontro para te fazer cantar, sim cantar, CANÇÕES NA NOITE.

- É próprio do ser humano cantar nos momentos de alegria, quando tudo corre as mil maravilhas: plena saúde, emprego estável, filhos bem encaminhados na vida, mesa farta, boa reserva financeira, boa moradia e bom carro, etc... É fácil entoar louvores a Deus assim. Mas, todos concordam que cantar no sofrimento é paradoxal.

- Chamo a tua preciosa atenção para observar as interessantes características das canções que Deus nos dá durante a noite (do sofrimento e dor):


1. SÃO DADAS POR DEUS

a) O texto nos revela que é Deus quem nos dá canções nesta hora - Jó 35:10

b) Davi testemunha que Deus é quem colocou em seus lábios um cantico novo - Sl 40:1-3

c) Os filhos de Coré por sua vez cantaram: "Contudo, o Senhor, durante o dia me concede a sua misericórdia, e 'a noite comigo está o seu cantico." - Sl 42:8

2. SÃO CHEIAS DE FÉ

a. Abraão na prova, quanto mais louvava mais era fortalecido - Rm 4:20

b. Jó em grande aflição cantou um hino de Fé - Jó 1:20,21; 13:15; 19:25

c. Habacuque de igual modo cantou na noite do sofrimento - Hc 3:17-19

3. SÃO INTRUMENTOS DE VITÓRIA

a. Josafá e todo seu reino desfrutaram de grande vitória sobre seus inimigos, porque louvaram a Deus durante a guerra - 2 Cr 20

b. Quando Davi louvava ao Senhor com sua harpa, o espírito maligno se retirava de Saul - 1 Sm 16:14-23

c. O Salmo 149:6 - fala de duas armas de vitória que temos: Palavra de Deus e louvor a Deus. "Estejam na sua garganta os altos louvores de Deus, e espada de dois fios, nas suas mãos."


4. SÃO PLENAS DE ADORAÇÃO

a. Disse certa vez, meu querido pastor José Pimentel de Carvalho: Jesus cantou 'a sombra da Cruz, ao comentar Mc 14:26

b. Paulo e Silas perto da meia noite, ao louvarem a Deus no cárcere de Filipos, foram alcançados pelo poder de Deus - At 16:25-34

c. Que durante a nossa noite escura de tribulações e sofrimento - se possa ouvir, brotando de nossa alma ferida, as canções que somente Ele dá.
- Sl 77:6 "De noite chamei 'a lembrança o meu cantico..."
- Is 30:29 "Um cantico haverá entre vós, como na noite em que se celebra uma festa santa e alegria no coração, como daquele que sai tocando pífano..."

Pastor Marcos Antonio
Lakeland, Florida - U.S.A.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

O FEIXE DOS QUE VIVEM COM O SENHOR

"Se algum homem se levantar para te perseguir e buscar a tua vida, então a tua vida será atada no feixe dos que vivem com o Senhor teu Deus..." (1 Sm 25:29)


1. O Texto bíblico nos revela a possibilidade de sermos atacados

"Se algum homem se levantar para te perseguir e buscar a tua vida..."

a. O inimigo busca nos atacar de tres maneiras: roubando, matando e destruindo - Jo 10:10

b. Ele nos ataca diuturnamente (não descansa, não dá tréguas) - Sl 56

c. Ele nos ataca com dardos inflamados (portanto, nos urge termos o escudo da Fé) - Ef 6:16


2. Por mais que sejamos atacados, existe um lugar onde estamos salvos - O FEIXE DOS QUE VIVEM COM O SENHOR

a. Neste feixe há plena proteção - Jo 10:28

b. Neste feixe há Salvação - Is 59:1

c. Neste feixe há segurança e refrigério - Sl 91:1


3. A notícia mais linda: Este FEIXE está na Mão do Senhor

Privilégios de estar neste feixe dos que vivem com o Senhor:

a. Primeiro - Isto diz que pertencemos a Ele - Tt 2:14; Sl 100:3

b. Segundo - Isto revela total abrigo e proteção - Cl 3:1-3

c. Terceiro - Isto revela o amor e o cuidado de Deus para conosco - 1 Pe 5:7

Conclusão:
Jamais saia de Sua Potente Mão. Jamais se afaste do feixe (Sl 133). Assim sendo, que por maior que seja os ataques do inimigo, voce estará atado neste FEIXE DOS QUE VIVEM COM O SENHOR.

Sermão pregado na
Assembly of God em Plant City, Florida, USA
Julho de 2009

Pastor Marcos Antonio

quarta-feira, 8 de julho de 2009

LIÇÕES DO PECADO DE DAVI

(2 Samuel 11:1-5)

Quando a Bíblia fala de pecado:

1º.) Não muda-lhe o nome – não maquia-o, mas chama-o pelo nome
2.) Diz que todos pecaram – Rm 3:23
3º.) Diz que a consequencia do pecado é a morte – Rm 6:23
4º.) Diz que não há quem não peque – 1 Jo 1:8
5º.) Nos declara que o pecado não respeita idade, status, fama ou espiritualidade – (Veja – Davi, homem segundo o coração de Deus – rei de Israel e salmista)
6º.) Mostra qual o remédio para o pecado – 1 Jo 1:7

Lições que aprendemos com o pecado de Daví – 2 Sm 11

1. QUANDO SE DEIXA DE GUERREAR AS GUERRAS DO SENHOR – FICAMOS VULNERÁVEIS AO PECADO – 1 Sm 11:1

 Fomos salvos para guerrear, pelejar, lutar – 2 Tm 2:1,2, Jd 3, Ef 6:10-18

 Parar na vida cristã – significa queda – 1 Co 10:12; Mq 2:10, Rm 12:11; 1 Co 15:58

- Ilustr: (vida cristã é como andar de bicicleta – se parar, cai )

 2 Sm 11:1 – Davi não estava orando – lendo a Palavra – adorando a Deus – ministrando – salmodiando ao Senhor – Não estava na guerra

 Nao fomos chamados por Deus para uma dineylandia espiritual – Fomos alistados para uma guerra – 2 Tm 2:3,4; 1 Tm 6:12


2. QUANDO NÃO SE FOGE DO PECADO, ELE NOS VENCE

 Davi passeava pelo seu palácio – olhou pela janela e ficou seduzido. E.isto não foi de repente – Quem sabe tentou sair, mas ficou. Ou saiu...mas, voltou...e pos-se a olhar e a cobiçar...

 Era para Davi fugir – Fechando a janela..... Mas, pelo contrario ficou com os olhos arregalados para a tentação que o seduzia (se fosse hoje – Binóculo – luneta – máquina fotográfica de lente poderosa de ZOONZÃO...

 Não encontro nenhum texto na Bíblia que diga: Lute com a tentação – Dá uma surra na tentação. Joga uma queda de braço com a tentação. Enfrenta a tentação. Chuta a tentação. Lute capoeira, karate com a tentação...

 O que a Bíblia diz então: R= FUJA ! FUJA!

 José – é para nós um grande exemplo – José fugiu


 Ilustr – (Se o fraco da pessoa é bebida alcoolica – não vá passear no licour. Se é pornografia – não vai ficar navegando em sites pornográficos.
Se é ceder diante das tentações da carne, não vai alimentar a carne...
Mas, vai fugir para o Calvário – Onde o Sangue de Jesus nos dá vitória)


3. QUANDO SE DÁ LUGAR AO PECADO, NINGUÉM CAI DE REPENTE

 Notemos os passos da queda de Davi:
1º.) O passso da inatividade – Davi estava desocupado
2º.) O passo da omissão – Davi não foi a guerra

3º.) O passo da visão concupiscente – Davi foi seduzido pela visão da tentação
4º.) O passo da prática do pecado – Daví tomou Bate Seba e pecou com ela

 É um processo gradativo, progressivo. Por isso a Palavra de Deus nos alerta: Ef 4:27 – NÃO DEIS LUGAR AO DIABO !


 A Bíblia diz que ninguém peca de repente – Tg 1:14-15 ...CADA UM É TENTADO PELA SUA PRÓPRIA COBIÇA, QUANDO ESTA O ATRAI E SEDUZ. ENTÃO A COBIÇA, DEPOIS DE HAVER CONCEBIDO, DÁ ‘A LUZ AO PECADO, E O PECADO, UMA VEZ CONSUMADO, GERA A MORTE.


4. QUANDO NÃO SE CONFESSA O PECADO, NÃO HÁ VITÓRIA NA VIDA

 Ele usou quatro planos para encobrir o seu pecado:
a) PLANO A – Dar férias ao marido de Bate-Seba.
b) PLANO B – Dar um banquete ao marido de Bate-Seba.
c) PLANO C – Encomendar a morte do marido de Bate-Seba.
d) PLANO D – Casar-se com Bate-Seba para esconder a gravidez.


 Tudo parecia perfeito. Todas as provas do pecado foram aparentemente destruídas. Só uma coisa eles não contavam: É que Deus estava vendo: “... porém esta coisa que Davi fez pareceu mal aos olhos do Senhor” (2 Sm 11:27).

 Deus envia a Davi o profeta Natã. Ele conta um parábola. Davi lhe diz: “Este home deve morrer”. Natã lhe responde: “Tu és o homem”.

 Davi, então, é tomado por um sentimento de culpa e horror. E foi nessa condição que ele escreveu o Salmo 51. Aqui Davi reconheceu o seu pecado, arrependeu-se, jogou o veneno fora e expremeu toda a sua ferida.

 O contexto nos informa que os piores dias de Daví, foram os dias em que encondeu o pecado (Não dormia, não comia, não cantava, não tinha paz – Porque o pecado escondido corrói como gangrena, como cäncer, vai matando aos poucos...)

 Neste período – Davi se calou - Deus envia o profeta Natã falar com Davi

1º.) Podemos esconder dos homens, mas nunca de Deus
2º.) Deus quando confronta o nosso pecado – é porque nos ama
3º.) Veja como Deus é ético E misericordioso – (Natã não saiu contanto pra todo mundo – foi prudentemente com muito cuidado falar particularmente com Daví)

 Daví – conta no Salmo 32 – como é terrível o pecado não confessado.

 Pv 28:13 – O QUE ENCOBRE A SUA TRANSGRESSÃO NUNCA PROSPERARÁ, MAS AQUELE QUE CONFESSA E DEIXA, ALCANÇARÁ MISERICÓRDIA.


NOTEMOS QUE DAVI FOI RESTAURADO, AO FAZER ARREPENDIDO, UMA VERDADEIRA CONFISSÃO:

PRIMEIRO: A verdadeira confissao nao esconde o pecado– Salmo 51:3

• Davi por um tempo escondeu o seu pecado. Mas isso estava arruinando a sua vida. Ele, então, olhou de uma maneira séria o que havia feito.
• Convicção de pecado é o primeiro passo para a restauração. Não há esperança de perdão e restauração, enquanto você não reconhecer o seu pecado.
• Não olhe para os outros. Não julgue nem culpe os outros. Seja honesto com você mesmo. Páre de argumentar e se justificar. Faça como Davi: “Eu conhece as minhas transgressões” (v. 3). Faça como o pródigo: “Pai eu pequei contra os céus e diante de Ti”.
• O mundo fará qualquer coisa para impedir que você encare a si mesmo: as pessoas estão lotando os cinemas, entupindo as passarelas do carnaval, lendo novelas, divertindo-se, porque não querem olhar para dentro de si mesmas.

SEGUNDO - A verdadeira confissao chama o pecado pelo nome – v. 1-2

• Davi chama o seu pecado de: trangressao – iniquidade e pecado

a) Transgressão = rebelião, revolta da vontade contra a autoridade. Davi admite que foi rebelde. Sua própria vontade prevaleceu. Ele foi governado por um desejo lascivo. Fez o que a sua consciência reprovava. Foi um ato deliberado de desobediência, uma violação da autoridade divina.

b) Iniquidade = perversão. Algo sujo, indigno, vergonhoso. Examine seu coração. Há coisas pervertidas também: ciúme, inveja, malícia, impureza.

c) Pecado = errar o alvo. Não estamos vivendo conforme deveríamos viver. Estamos fora da linha.


TERCEIRO - A verdadeira confissao diz contra quem se pecou – v. 4

• Davi pecou contra Bate-Seba, contra Urias, contra sua família, contra a nação, contra os homens que foram mortos na batalha, mas ele confessa: “Contra ti somente pequei”.

• Por que contra Deus? Porque sempre que pecamos contra alguém, estamos pecando contra Deus que criou esse alguém. Estamos ferindo alguém amado por Deus. Estamos nos intromentendo na obra da criação e da providência de Deus.

• Davi violou sua consciência, desobedeceu a Palavra, ultrajou a santidade de Deus, escarneceu do seu amor, pisou a sua graça, cuspiu em sua bondade.

• Sempre que pecamos, nos insurgimos contra Deus.


QUARTO - A verdadeira confissao declara o reconhecimento de que não temos nenhuma desculpa nem direito algum – v. 4b

• Davi está dizendo que não tem desculpa nenhuma. Nehuma defesa, nenhum direito a reinvidicar.

• Davi está admitindo que o seu pecado foi resultado da sua teimosia. Reconhece que está totalmente errado. Nada tem a pleitear a seu favor.

• Enquanto você tentar se justificar, você não terá dado provas de arrependimento. O arrepedimento é o reconhecimento de que você não merece nada senão o juízo. É como o publicano que bate no peito e diz: “Sê propício a mim, pecador”.

QUINTO - A verdadeira confissao nao culpa os outros, mas declara que nos somos culpados– v. 5

• Davi reconhece que a razão de ter pecado não é o mundo fora dele, não é a beleza do corpo de Bate-Seba, é o seu coração sujo.

• Não é o mundo fora de mim, é algo dentro de mim que está corrompido

• Não é simplesmente uma questão do que eu faço, mas de quem eu sou. O meu maior problema sou eu. Sou corrompido. Meu coração é uma fábrica de iniquidade. É de dentro de mim que procedem maus desígnios.

• Não é o mundo, é o meu coração. Não é simplesmente a pornografia, é o meu coração lascivo. Não é a guerra, é o meu coração perverso. Não é a injustiça social, é o meu coração perverso e mal.

• Quando você percebe estava verdade a seu respeito, a única coisa que você pode fazer é clamar como Davi: “Tem misericórdia de mim, ó Deus”.


Pastor Marcos Antonio da Silva
Lakeland, Florida - U.S.A,
Julho de 2009

DEITANDO ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA

"Aqui está Eliseu, filho de Safate, que deitava água sobre as mãos de Elias."
2 Reis 3:11

Verdades maravilhosas deste texto bíblico:

I. DEITAR ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA SIGNIFICA HONRAR O LÍDER -

1. 1 Ts 5:12,13 “Agora vos rogamos irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós, e os que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam. Tratai-os com grande estima e amor, por causa de sua obra. Tende paz entre vós.”

2. A quem honra, honra – Rm 13:7

3. 1 Tm 5:17 “Os presbiteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na Palavra e no ensino.”

a) “sejam estimados” – não apenas respeitados

b) “dignos de duplicada honra” – fazer por eles o dobro

c) “principalmente os que trabalham na Palavra e no ensino” – Devemos estimá-los pois nos apascentam

II. DEITAR ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA FALA DE SUBMISSÃO –

1. Durante toda a vida seguindo Elias, Eliseu desenvolveu o espírito de servo. Não era escravo de Elias – mas servia por amor.

2. Serví ao Senhor com alegria – Sl 100:2

3. Estar debaixo de Autoridade – Que significa ???

4. Exemplos negativos de insubmissão ao líder:

a) Ló – Gn 13:8-11

b) Absalão –

c) Diótrefes – 3 Jo 9-10

III. DEITAR ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA NOS DIZ QUE TEMOS QUE PROPORCIONAR REFRIGÉRIO AO NOSSO LÍDER

1. Ministério é glorioso – Mas também é senda de agruras: Incompreencão; desencontros; perseguições, afrontas; choro solitário; privações; frustrações; decepções; cartas anônimas;

É ninguém aparece para derramar água na mão do profeta.

2. O que é que eu estou derramando nas mãos do

profeta ?

-Muitos em vez de água, estão deitando brasa; granada; bomba; abacaxi; veneno, etc... (Que fala de tantas coisas negativas que levamos ao nosso líder espiritual).

3. Epafrodito – deitou água nas mãos de Paulo – Fp 2:25-30; 4:10-19

4. 1 Co 16:15-18

5. O que é que estamos deitando nas mãos de nosso

líder ? Problemas? Dificuldades? Males ? – 2 Tm 4:14

IV. QUEM DEITA ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA, VERÁ DEUS ABRIR AS ÁGUAS A SUA FRENTE

1. O Deus que esteve com Moisés esteve com Josué – Js 1:5

2. Qual foi o primeiro milagre do ministério de Eliseu? Segundo lemos em 2 Rs 2:12-14 – Foi o milagre das águas do Jordão abrirem.

3. Os obreiros que estão triunfando sobre todos os revezes, são aqueles que derramaram água nas mãos de seu pastor – E hoje estão atravessando o Jordão a pé enxuto. São obreiros de sucesso no santo Ministério.

V. DEITAR ÁGUA NAS MÃOS DO PROFETA SERÁ SEMPRE REFERÊNCIA DE PESO NO MINISTÉRIO

1. Quando o servo do rei falou de Eliseu, não disse: Dos kms que andou com Elias; ou de que orou com Elias; ou de que profetizou com Elias; Ou que orou e o azeite da viúva multiplicou – Mas declarou: “Aquele que deitava águas sobre as mãos de Elias”

2. Isto é tão reelevante, que a Bíblia destaca esta disposição tão nobre do profeta Eliseu – 2 Rs 3:11

3. E se a Bíblia destaca – Será sempre a recomendação para qualquer trabalhador do Evangelho. – Vejamos o exemplo de Onesíforo :

2 Tm 4:19 – “Saudai a Prisca e a Áquila, e a casa de Onesíforo” (Por que desta saudação na hora final de Paula ?)

2 Tm 1:15-16 “Bem sabes isto, que os que estão na Ásia, todos se apartaram de mim, entre os quais Figelo e Hermógenes.

O Senhor conceda mesericórdia à casa de Onesíforo, porque muitas vezes recreou me recreou e não se envergonhou da minhas prisões;

Antes, vindo ele a Roma, com muito cuidado me procurou e me achou.

O Senhor lhe conceda que, naquele Dia, ache misericórdia diante do Senhor. E quanto me ajudou em Éfeso, melhor o sabes tu.”

VI. NA HORA DE CRISE, O POVO SABE QUEM BUSCAR – VAI ATRÁS DE QUEM DEITOU ÁGUA NA MÃO DO PROFETA

1. 2 Rs 3:15-20

2. 2 Rs 4:1-7

VII. SE VOCÊ DERRAMOU ÁGUA NA MÃO DO PROFETA – MAIS TARDE, VÃO DERRAMAR NA SUA

1. 2 Rs 4:9-11

2. Mt 10:40-42 “Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta, em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo em qualidade de justo, receberá galardão de justo. E qualquer que tiver dado só que seja um copo d’água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo, que de modo algum perderá o seu galardão.

Pr. Marcos Antonio