segunda-feira, 30 de março de 2009

OREMOS PELA PRÓXIMA CONVENÇÃO GERAL DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS EM VITÓRIA, ES

"Na verdade, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós..." (Atos 15:28)

Me parece que estamos distantes do tempo em que os pastores se reuniam para orar aos pés do Senhor, para as pequenas e grandes decisões de nossa querida Assembléia de Deus no Brasil.

No ano de 1990, quando por 3 semanas, por bondade do Senhor, pude ministrar na Suécia; sendo tão amavelmente bem recebido pelos queridos filhos de Gunnar Vingren e Daniel Berg: Ivar Vingren e Davi Berg (ambos de saudosa memória). Foram dias inesquecíveis no país de nossos pioneiros, um verdadeiro deleite e uma viagem na história dos primórdios da Assembléia de Deus através dos testemunhos e informações dos irmãos Ivar e Davi. Houveram momentos em nossas conversas, de lágrimas e comoção pelo agir de Deus em cada passo do crescimento da Obra pentecostal no Brasil.
Com a chegada de outros missionários suecos, para ajudar Vingren e Berg, somado ao chamamento de obreiros nacionais - viu-se a necessidade de encontros de pastores de todo o Brasil para tratarem os assuntos pertinentes aos caminhos da Igreja.

Testemunhos históricos nso dizem que aquelas Convenções eram encontros de jejum, oração, Estudo da Palavra de Deus e quebrantamento espiritual.
Missionários Ivar Vingren, Daniel Berg e todos os demais, sabiam que sem depender do Senhor com inteiro coração, não se podiam tomar decisões sobre que caminhos devia a igreja seguir.

Hoje lamentavelmente, as lágrimas foram substituídas pela caneta, a oração pelas articulações de bastidores, a direção do Espírito pelo tráfico de influencia, a humildade pela prepotencia, o desejo de servir pela ambição da cadeira central, o quebrantamento pelo desejo de ser grande, a sede de almas pela sede de poder.
Que o Senhor tenha misericórdia de todos nós!

Preocupa-me como o sistema da politica mundana e secular já contaminou muitos pastores, que ávidos por postos altos em nossa denominação, se dispõem a um comportamento vil e maligno. Entendem que os meios (mesmo sendo espúrios) justificam os fins.
Já cheira mal nas narinas do Senhor, a podridão de articulações pelo Senhor reprovadas e a desleal competição.

Se aproxima a grande Convenção Geral em Vitória - ES. Creio que sem dúvida, será a maior em número de votantes, em toda a história de nossa Assembléia de Deus.

Minha oração sincera é que permitamos Deus falar. Que não o proibamos de entrar em todas as sessões. Que lhe seja dado o acesso na mesa diretora para dar a primeira e a última Palavra. Que Ele seja convidado para presidir cada comissão. Que Ele presida o processo de eleição do presidente e da próxima diretoria. Que a Ele seja dada a direção de todos os eventos. Que Ele decida quem será...

De um pequeno pastor que tanto ama sua Igreja,

Pastor Marcos Antonio da Silva

quinta-feira, 26 de março de 2009

O PERFIL DA IGREJA DE ÉFESO EM ATOS 20

 Paulo tinha grande amor pela Igreja de Éfeso – Paulo esteve em Éfeso duas vezes:

1ª.) A primeira vez – Foi uma rápida passagem no final de sua Segunda Viagem Missionária; em Éfeso, deixa o casal Áquila e Priscila – Atos 18:18-21

2ª.) A segunda vez – Permaneceu em Éfeso por 3 anos – ensinando todo o Conselho de Deus, não somente em público, mas de casa em casa – Atos 20


 A Igreja de Éfeso foi uma Igreja do coração de Paulo...Paulo desenvolveu uma comunhão fraternal tão profunda com aquela Igreja – que sua mensagem de despedida aos Efésios (no porto de Mileto) é uma das passagens mais emocionates e tocantes do Novo Testamento – Atos 20:17-38

- Paulo nos mostra em Atos 20 – Como a Igreja em Éfeso foi fundada, edificada:


1º.) Éfeso – foi uma Igreja que começou nas casas
At 20:20 “...ensinei-lhes tudo publicamente e de casa em casa.”

2º.) Éfeso – era uma Igreja que aprendeu desde cedo a não ser sectária (Paulo ensinou aos Efésios que na Igreja: Todos são UM EM CRISTO)
At 20:21 “Testifiquei tanto a judeus como a gregos...”

- Na Igreja as diferenças caem por terra – Cl 3:11 “Onde não há grego nem judeu (diferenças raciais), nem circuncisão nem incircunsisão (diferenças de interpretação teológica) nem bárbaro nem cita (diferenças de etnias), nem servo nem livre (diferenças sociais) – mas Cristo é tudo em todos.”



3º.) Éfeso – era uma Igreja edificada na Palavra
At 20:27 “Porque nunca vos deixei de anunciar todo o Conselho de Deus.”

- Éfeso não era uma Igreja do “oba, oba...” – Mas, da Palavra!

- Um irmão disse nestes dias: - Pastor, estou cansado destes cultos do "RECEBA!" "RECEBA!" - e, eu saio vazio.


4o.) Éfeso – era uma Igreja que tinha um bom referencial para seguir (o pastor Paulo)

Hb 13:7 “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a Palavra de Deus, a Fé dos quais imitai; atentando para sua maneira de viver.”

- Muitas Igrejas – estão perdendo suas referencias – devido a crise de integridade de muitos líderes...

- Não basta carisma é preciso caráter...
- Ouvi de uma igreja que queria convidar um famoso pregador; então os obreiros se reuniram com o pastor. Um dos obreiros, ao ouvir o nome do possível convidado, levantou-se e observou:
- Este pregador tem fama de trambiqueiro...
Disse o pastor:
- Ele é trambiqueiro, mas é bom pregador.
E convidaram o referido.

- Se perder um bem - não se perde nada....Se perder a saúde - perde-se alguma coisa....Se perder o caráter - se perde tudo


a. A Igreja de Éfeso tinha um pastor que cuidava do rebanho
At 20:28-31 “Olhai por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a Igreja de Deus, que Ele resgatou com seu próprio Sangue. Porque eu sei, que depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não perdoarão o rebanho. E, que dentre vós mesmos, se levantarão homens, que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, durante tres anos, não cessei, noite e dia, de admoestar, com lágrimas, a cada um de vós.

b. A Igreja de Éfeso tinha um pastor de mãos limpas
At 20:33-34 “De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste. Vós mesmos sabeis que, para o que me era necessário, a mim e aos que estão comigo, estas mãos me serviram.”


- Existem 3 tipos de tropeço que podem levar o líder a uma queda fatal: 1º.) O tropeço moral 2º.) O tropeço doutrinário 3º.) O tropeço financeiro


- Jamais me esqueço, que trabalhando na Assembléia de Deus em Curitiba; seis anos atras testemunhei mais uma das inúmeras demostrações de integridade e retidão de nosso querido pastor José Pimentel de Carvalho.
Naqueles dias, o Governo Federal estava reembolsando todos os consumidores de gasolina - tendo vista o "empréstimo compulsório" ter ocorrido em alguns anos anteriores. Chega na Igreja, um cheque para o pastor José Pimentel de Carvalho. Ao receber, o então tesoureiro, irmão Arlindo Vieira da Silva, vai até o pastor para entregar o cheque do reembolso do Governo Federal. Pastor Pimentel le o cheque e devolve para o irmão Arlindo. O mesmo insiste, dizendo:
- Pastor, este valor é seu. O cheque está em seu nome.
Neste momento, o pastor Pimentel faz a seguinte pergunta:
- Quem paga minha gasolina...
- A Igreja. Responde o irmão Arlindo.
- Então este dinheiro não é meu é da Igreja. E devolveu o cheque aos cofres da Igreja.


c. Um pastor que esquecia de si mesmo, para pensar nos outros
At 20:35 “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.”

- A Igreja será sempre o fiel reflexo de seu pastor – pastor generoso....igreja generoso.... – Pastor mão “munheca de samambaia”....igreja sovina

- Paulo era o primeiro a dar – “TENHO-VOS MOSTRADO ISTO” -
- Hb 13:7 - Diz: A Fé dos quais imitai...
- Nós, os obreiros precisamos a aprender isto, o povo nos observa em tudo...

- Nós, obreiros temos que dar as mãos a palmatória de Deus - porque nós somos a classe que menos contribue (Não se pode generalizar, mas temos que concordar que a grande maioria é mão fechada).

- Com relação ao necessitado – estendamos as mãos ...
– Ouvi de um obreiro que ao ser procurado por uma irmã necessitada no Brasil, que o gas havia acabado e a mesma não tinha como comprá-lo. Aquele obreiro podia ajudá-la, mas disse:
- Irmã, dobre seus joelhos que eu vou orar.
E, aí com grande hipocrisia, prosseguiu:
- Oh, Senhor envia um anjo para socorrer tua serva...Desloca um corvo do ribeiro de Querite...
Terrível hipocrisia. O trabalho de socorro para aquela irmã necessitada, era para ele; e não para anjos ou corvos do Querite.
Costumo dizer: Aos aventureiros - os rigores da Lei. Aos necessitados - os favores da Graça. E, nós devemos ser os instrumentos da Graça para socorrer quem verdadeiramente precisa.

- Lucas 6:38 – a promessa

- Hebreus 6:10 – Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra...

Pastor Marcos Antonio

segunda-feira, 23 de março de 2009

ÚLTIMAS PALAVRAS

Certa vez ouvi de um inspirado pregador do Evangelho, que as últimas palavras que alguém profere em sua vida – traduz o que está em seu coração e indica seu futuro.
Confesso que tenho sido agraciado ao longo da caminhada cristã, por amigos dados pelo Senhor – que teem-me recreado a alma e motivado-me a perseverar seguindo a Cristo!

Alguns destes preciosos amigos já foram promovidos a Glória – mas o legado de suas pisadas santas, haverão sempre de estimular-me na caminhada para a pátria celestial.
Neste momento, ao escrever estas poucas linhas – O Senhor fez-me lembrar de alguns queridos ministros do Senhor – sinceros amigos, e de quais foram suas últimas palavras para mim:

• Mauro Ferreira – o mais brilhante pregador jovem que conhecí. Encantava a todos que o ouviam. Evangelista de primeira linha – com suas mensagens objetivas e cheias de poder, conquistou centenas de almas para Cristo. Um querido amigo. Lembro-me, no ano de 80 – quando comecei a viajar pelo Brasil, pregando a Palavra de Deus – estimulado pelo querido Maurinho (como todos nós, carinhosamente o chamávamos). Ah,.. não posso esquecer do dia, quando era ainda militar da Força Aérea Brasileira, e recebia um telefonema dele, onde ele me dizia: - Meu querido Marcos, eu não poderei ir a Joaçaba, SC – Voce pode me substituir...Deus irá te usar grandemente...Ele tem um plano maravilhoso na tua vida!!!
Faleceu repentinamente por um acidente automobilistico em Curitiba – no apogeu de seu Ministério (assim quis o Senhor) – mas me deixou palavras que até hoje marcam meu coração e meu ministério.

• Pastor Osmar Cabral (papai de meu querido amigo Pr. Elienai Cabral) – Da velha guarda, o mais inspirado pregador que conheci. Muito influenciou minha vida e ministério. Lembro-me com saudades de suas mensagens de poder e de vida. Logo que adoeceu, fui visitá-lo no Hospital São Carlos em Curitiba – era uma segunda-feira por volta das 11 horas da manhã, quando ouvi deste precioso amigo, palavras de carinho e animo. Lembro-me que logo que adentrei o quarto daquele hospital, pastor Osmar disse-me:
- Irmão Marcos, pude ouvir ontem pelo radio a transmissão do culto e ouvi a mensagem que Deus te deu. Que Deus te abençõe...Prossiga!...
Estas foram suas últimas palavras para mim.

• Missionário Simão Lundgren – Missionário enviado pela missão sueca para o Brasil. Sendo que boa parte de seu trabalho missionário foi em Curitiba – onde presidiu por alguns anos a Assembléia de Deus em Curitiba. Suas mensagens e estudos bíblicos ainda ressoam muito forte em minha alma – sempre marcadas pela revelação de Palavra profética. Faleceu em agosto de 1990.
Em dezembro deste mesmo ano, tive a rica oportunidade de pregar por tres semanas na Suécia (sendo bondosamente traduzido pelo querido pastor Ivar Vingren – filho de nosso pioneiro Gunnar Vingren). Pude ministrar na Igreja Filadelfia em Upsala – igreja esta, que enviou Miss. Simão e família para o Brasil. Naquele abençoado culto, relatei as últimas palavras que este príncipe de Deus disse-me:
- Não se esqueça meu irmão que a vitória é nossa em Jesus!

• Pastor Mário Rosa – Quem o conheceu, faz cöro comigo ao dizer – que pastor Mario foi um exemplo de espiritualidade, santidade e amor fraternal. Sempre pronto para servir a Igreja e os necessitados. Não viveu pra si – viveu para Deus e seu Reino.
Nos seus últimos dias de vida, fui com minha família visitá-lo em sua casa. Mesmo abatido pelo cäncer que tomava conta de seu corpo – trazia um lindo sorriso (sua face brilhava).
Depois de termos orado, ele voltou-se para mim sorrindo e disse estas tocantes palavras:
- Até a Glória meu irmão Marcos !

• Pastor Luis Antonio
Em Santo André, SP – no final dos anos 80 – em um grande Congresso de Jovens, tive a alegria de conhecer este querido amigo e precioso irmão.
Pastor Hidekazu Takayama, pregava durante as noites evangelísticas no ginásio, e Luis e eu, nos revezávamos ministrando estudos bíblicos durante manhã e tarde. Lembro-me de que nosso primeiro diálogo foi sobre mensagens e esboços. Ele gentilmente me presenteou seu primeiro Livro:
MENSAGENS DE PODER – com preciosos esboços. Trocamos nossas figurinhas – lhe dei meu pequeno livro: TEMÁRIO DO PREGADOR.
Nos alegramos, nos edificamos, e iniciamos a partir daquele dia uma amizade sincera e duradoura. Porque sempre costumo dizer: Que a verdadeira amizade é aquela feita aos pés da Cruz.
A seu convite fui a Ivoti-Rs, na Ass. De Deus – presidida por ele. E, por sua vez ele sempre nos brindava com sua presença nos grandes eventos em Curitiba.
Pregador dos mais profícuos – porque colhia mensagens do interior da Sala do Trono, pelo jejum e pela oração. Um homem humilde e gentil. Era sempre prazeroso estar em sua companhia – Sua amabilidade e jovialidade de espírito atraía a todos.
Antes de transferir-me com minha família para os Estados Unidos, falei com o querido Luis Antonio pela última vez.
Foi no púlpito da Igreja sede em Curitiba – quando carinhosamente beijou o meu rosto e disse-me: - Marcos, meu querido amigo, eu te amo meu irmão !!!
Estas foram suas últimas palavras para o meu coração.
Todos nós fomos profundamente impactados pela morte em acidente trágico (o maior até hoje em toda história da aviação brasileira) que ceifou a sua vida, conforta-me o espírito e anima-me na caminhada a seguir, aquelas palavras tão doces, tão sinceras, tão cheias de amor de alguém que o mundo não era digno dele. Um santo homem de Deus e um querido amigo.


Palavras últimas, que serão sempre as primeiras, a a animar abatidos, a confortar afligidos, a motivar ministérios.
Que possamos segui-los no exemplo. Que possamos pisar em suas pisadas. Que possamos proferir suas palavras santas.

Quanta tristeza nos traz aqueles que proferem palavras ociosas. Palavras de maledicëncia, que difamam, que caluniam, que ferem, que matam. Palavras que jamais enobrecem, jamais levantam, jamais abençoam.
Preocupo-me que minhas palavras não sejam estas, de maldição e destruição. Que o Senhor ajude-me a profetizar vida e alegria, quer seja no púlpito, quer seja em minha casa, quer seja nos relacionamentos interpessoais.

Meu irmão, quais foram as últimas palavras que disse a vocë ou sobre vocë ...E, quais foram as tuas últimas palavras ditas a mim ou sobre mim...
Que o Senhor nos ajude a bendizer, a profetizar a vida e não a morte. A abençoar ministérios e não tentar destruí-los.
Que Deus nos ajude para que, quando se fizer Chamada de nosso nome – para nos apresentarmos perante Ele, que todos depois lembrem e digam quais foram nossas últimas palavras: palavras de vida, de animo, de graça, de amor, de verdade, palavras que abençoam.
No amor de Cristo,

Pastor Marcos Antonio da Silva

sexta-feira, 20 de março de 2009

CORPO DE OBREIROS

"Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalonica; Crescente para a Galácia; Tito para a Dalmácia.
Só Lucas está comigo. Toma Marcos e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.
Também enviei Tíquico a Éfeso.
Quando vieres, traze a capa que deixei em Troade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.
Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.
Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em MIleto."
(2 Timóteo 4:10-14, 20 )


1. O Obreiro desertor - DEMAS - 2 Tm 4:10

a) Demais outrora foi obreiro de valor - Cl 4:14

b) Na Carta a Filemom, Paulo o menciona como um de seus cooperadores - Fm 24

c) Porém, mais tarde Demas desanima e desiste do Ministério - 2 Tm 4:10

d) Quantos obreiros que conhecemos, que a despeito de uma grande obra feita para Deus, hoje estão parados, sem forças, sem animo...E muitas vezes, derrotados espiritualmente.


2. O Obreiro querido - TITO - 2 Tm 4:10

a) Tito era um obreiro muito amado; isto constata-se no texto de 2 Co 2:13, que diz: "Não tive descanso no meu espírito, porque não achei ali meu irmão Tito..."

b) Tito era tão querido, que Paulo fala dele como alguém que consola e alegra - 2 Co 7:5,6 "Porque, mesmo quando chegamos 'a Macedonia, a nossa carne não teve repouso algum; antes, em tudo fomos atribulados: por fora combates, temores por dentro. Mas, Deus que consola os abatidos, nos consolou com vinda de Tito."

c) Tito era tão amado, que Paulo sempre o enviava em missões de socorro aos santos - 2 Co 8:6

d) Procura-se obreiros amados - Daquele tipo que não mata, mas consola; que não vive para si, mas para os santos; que se sacrifica para levar conforto e ajuda a quem precisa.


3. O Obreiro Fiel - LUCAS - 2 Tm 2:11

a) Paulo dá este precioso testemunho de Lucas na prisão. Dizendo, que o amor e a fidelidade do irmão Lucas, o fizeram a acompanhar seu líder até o fim - Pv 17:17

b) Paulo o chama de médico amado - Cl 4:14

c) Por certo a presença de Lucas, naquelas horas tão difíceis para Paulo; lhe trouxe alento e refrigério a alma - Salmo 16:3

d) Sabemos que verdadeiros e fiéis amigos no ministério é uma coisa rara hoje em dia. Mas, se sobrar só Lucas ao nosso lado; sem dúvida, Deus o usará para confortar nosso coração.


4. O Obreiro útil - MARCOS - 2 Tm 4:11

a) Há um ditado que diz: Quem não vive para servir, não serve para viver

b) Um obreiro útil que cresceu ministerialmente em um ambiente de oração - Atos 12:5-12

c) Paulo, não levou em conta a imaturidade de Marcos anteriormente; mas, certamente agora mais experimentado e ativo na Obra do Senhor, contava com seu precioso e útil labor ministerial - Atos 13:13....2 Tm 4:11

d) Quanta alegria nos causa, esta pleiade de obreiros jovens que o Senhro tem chamado. Tão prontos e úteis, cheios de amor e submissão - que como o jovem Marcos, são indispensáveis na Obra do Senhor.


5. O Obreiro obediente - TÍQUICO - 2 Tm 4:12

a) Tíquico viajou muitas vezes com o apóstolo das gentes - Atos 20:4

b) Quando Paulo o enviava em uma missão, jamais se recusava em obedecer - Cl 4:7-9; Ef 6:21,22

c) Paulo o chama de irmão amado e fiel ministro no Senhor - Ef 6:22

d) Pela bondade de Deus tenho sido agraciado na senda do Ministérios - por queridos "Tíquicos" que são verdadeiras colunas, verdadeiros amigos, queridos irmãos...


6. O Obreiro problemático - ALEXANDRE - 2 Tm 4:14

a) Como latoeiro, Alexandre trabalhava com cobre e outros metais

b) Ele se tornou um inimigo da Obra, um verdadeiro estorvo. Qual líder que já não tenha sofrido com algum " Alexandre da vida" que causa tantos males - 2 Co 11:26 b

c) Que nunca sejamos um obreiro desta qualidade, cuja a carreira é curta e o fim é trágico - Gl 6:7

d) Penso que cada "Alexandre, o latoeiro" que aparece no caminho de cada pastor - Tem nisto, uma ação pedagógica de Deus; pois faz o pastor orar mais aos pés do Senhor.


7. O Obreiro enfermo - TRÓFIMO - 2 Tm 4:20

a) Penso que Paulo ao se despedir dos irmãos de Éfeso no porto de Mileto, partiu com seu coração consternado, em despedir-se do querido Trófimo (já enfermo) - At 20:35-38

b) Agora na prisão em Roma, o velho Paulo lembra de seu querido obreiro Trófimo, que deixara enfermo em Mileto - 2 Tm 4:20

c) Lembrar e socorrer os enfermos é viver o verdadeiro Cristianismo - Mt 25:36, 43

d) Convido-te a procurar saber a respeito daquele obreiro, que deu sua vida pelo Evangelho, e hoje, quando seu nome já não mais lembrado pelos Concílios ou Convenções; padece enfermo, amargando solidão e abandono.
Estará ele precisando de medicamentos...Estará ele sem recursos - pois diante dos gastos médicos, sua pequenina aposentadoria não é suficiente. Estará ele, além de enfermo - sem o pão em sua mesa...Como estará sua esposa e filhos... Como estará seu coração diante da doença e abandono de sua propria igreja e colegas de ministério...

Quer saber quantos amigos voce tem... - Faça uma festa
Quer saber quem é teu amigo... - Fique doente.

Quantos Trófimos enfermos, quantos soldados feridos...Oh, Senhor, faze-nos como teu servo Paulo, que de seu irmão Trófimo não se esqueceu.

Pastor Marcos Antonio

AS PROMESSAS AOS VENCEDORES NO LIVRO DO APOCALIPSE

Introdução:

• O livro do Apocalipse é um livro de revelações – Apocalipse, vem da palavra grega “apocalyptó” – que significa revelar – Sendo que APOCALYPSIS, significa revelação – Ap 1:1
• O livro do Apocalipse é um livro profético – Ap 1:3
• O livro do Apocalipse é um livro de Música – Ap 4; 5; 15; 19
• O livro do Apocalipse é um livro de Mensagem de conforto e esperança – Ap 3:11; 22:7,12,20
• O livro do Apocalipse é o livro das Promessas de Deus aos vencedores:

1ª.) Acesso a Árvore da Vida – Ap 2:7
- Com o pecado, o acesso a Árvore da vida foi proibido – Gn 3:22-24
- Na Eternidade, por causa do Sangue de Jesus, o acesso é restaurado – Ap 22:14
- Esta árvore produzirá 12 frutos de mes em mes e suas folhas servirá de remédio para as nações – Ap 22:2

2ª.) Vitória sobre o Inferno – Ap 2:11
- A Bíblia dala de 3(tres) tipos de morte: Física, espiritual e eterna
- A morte eterna é chamada de “segunda morte” – Ap 21:8
- Nossa vitória sobre o inferno – Mt 16:18; Ap 1:18; 1 Co 15:55-58

3ª.) Alimentar-se do maná escondido – Ap 2:17
- Cremos que assim como o maná no deserto alimentou Israel no deserto, Jesus o maná celestial saciará nossa alma por toda a eternidade – Jo 6:48-51
- A expressão: MANÁ ESCONDIDO – Leva-nos a crer – em mistérios da sabedoria e da ciencia que estão escondidos em Deus – Cl 2:2,3

4ª.) Receber uma Pedra Branca – Ap 2:17
- No mundo grego antigo – o resultado de um julgamento era dado através de duas pedras: Uma preta (condenação) – Uma branca (Justificação)
- Estaremos para sempre livres de condenação – Rm 8:1,2
- Colossenses 2:14 - “Té telestai” – Está pago, quitado !
- Ap 2:17 – Diz que na pedra branca haverá um novo nome escrito...

5ª.) Poder sobre as nações – Ap 2:26,27
- Voce sabia que os vencedores reinarão sobre nações e reinos – 2 Tm 2:12; Ap 5:9,10

6ª.) Receberá a Estrela da Manhã – Ap 2:28
- Que é o próprio Jesus – Ap 22:16

7ª.) Vestidos Brancos – Ap 3:5
- Esta promessa é para todos aqueles que tendo vencido o pecado, se santificaram para Deus – Ec 9:8; Ap 22:14

8ª.) O nome para sempre no Livro da Vida – Ap 3:5
- Esta é considerada por Jesus, como a maior benção para o homem – Lc 10:20

9ª.) O nome será confessado por Jesus diante do Pai e diante dos seus anjos – Ap 3:5
- Que momento glorioso será!

10º.) Será feito por Jesus, Coluna no templo de Deus
- Esta promessa é para aquele que foi firme no Senhor e em Sua Palavra – 1 Co 15:58

11º.) Jesus escreverá sobre ele: O nome de Deus – O Nome da Nova Jerusalém – e o Novo Nome de Jesus (na Eternidade) – Ap 3:12

12º.) Assentar-se no Trono de Jesus – Ap 3:21
- A Igreja como rainha poderá assentar-se com Jesus (Rei dos reis e Senhor dos senhores)

Que Deus te abençõe, e que este estudo da Palavra de Deus, te edifique na Fé e fortaleça a tua esperança. E, nunca esqueça: Que em Cristo, somos mais do que vencedores – Rm 8:37

Pastor Marcos Antonio

terça-feira, 10 de março de 2009

OS MAIS VARIADOS TIPOS DE PREGADORES

Apreciei muito o artigo que segue-se abaixo da pena do pastor Ciro Sanches Zibordi. Penso que voce não pode deixar de le-lo.
_____________________________________________________________

Há quase 20 anos, fui convidado pela primeira vez para participar de uma agência nacional de pregadores. Um companheiro de púlpito me ofereceu um cartão e disse: “Seria um prazer tê-lo em nossa agência”. Então, lhe perguntei: “Como funciona essa agência?” E a sua resposta me deixou estarrecido: “As igrejas ligam para nós, especificam que tipo de pregador desejam ter em seu evento, e nós cuidamos de tudo. Negociamos um bom cachê”.

É impressionante como o pregador, nos últimos anos, se transformou em um produto. Há alguns meses, depois de eu ter pregado em uma igreja (não me pergunte onde), certo pastor me disse: “Gostei da sua pregação, mas o irmão conhece algum pregador de vigília?” Achei curiosa essa pergunta, pois eu gosto de oração, já preguei várias vezes em vigílias, porém, segundo aquele irmão sugeriu, eu não serviria para pregar em uma vigília!

Em nossos dias — para tristeza do Espírito Santo — pertencer a uma agência de pregadores tornou-se comum e corriqueiro. E os convites para ingressar nessas agências chegam principalmente pela Internet. Nos sites de relacionamento encontramos comunidades pelas quais os internautas mencionam quem é o seu pregador preferido e por quê. Certa jovem, num tópico denominado “O melhor pregador”, declarou: “Não existe ninguém melhor que ninguém; cada um tem a sua maneira de pregar, e cada pessoa avalia segundo o seu gosto”.

Ela tem razão. Ser pregador, hoje em dia, não basta. Você tem de atender às preferências do povo. Já ouvi irmãos conversando e dizendo: “Fulano é um ótimo pregador, mas não é pregador de congresso” ou “Fulano tem muito conhecimento, mas não gosta do reteté”.

Conheçamos alguns tipos de pregador e seus públicos-alvo:

Pregador humorista. Diverte muito o seu público-alvo. Tem habilidade para contar fatos anedóticos (ou piadas mesmo) e fazer imitações. Ele é como o famoso humorista do gênero stand-up comedy Chris Rock (que aparece na imagem acima). De vez em quando cita versículos. Mas os seus admiradores não estão interessados em ouvir citações bíblicas. Isso, para eles, é secundário.

Pregador “de vigília”. Também é conhecido como pregador do reteté. Aparenta ter muita espiritualidade, mas em geral não gosta da Bíblia, principalmente por causa de 1 Coríntios 14, especialmente os versículos 37 e 40: “Se alguém cuida ser espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor... faça-se tudo decentemente e com ordem”. Quando ele vê alguém manejando bem a Palavra da verdade (2 Tm 2.15), considera-o frio e sem unção. Ignora que o expoente que agrada a Deus precisa crescer na graça e no conhecimento (2 Pe 3.18; Jo 1.14; Mt 22.29). Seu público parece embriagado e é capaz de fazer tudo o que ele mandar.

Pregador “de congresso”. Entre aspas porque existe o pregador de congresso que faz jus ao título. Mas o pregador “de congresso” (note: entre aspas) anda de mãos dadas com o pregador “de vigília”, mas é mais famoso. Segundo os admiradores dessa modalidade, trata-se do pregador que tem presença de palco e muita “unção”. Também conhecido como pregador malabarista ou animador de auditórios, fica o tempo todo mandando o seu público repetir isso e aquilo, apertar a mão do irmão ao lado, beliscá-lo... Se for preciso, gira o paletó sobre a cabeça, joga-o no chão, esgoela-se, sopra o microfone, emite sons de metralhadora, faz gestos que lembram golpes de artes marciais... Exposição bíblica que é bom... quase nada!

Pregador de congresso agressivo. É aquele que tem as mesmas características do pregador acima, mas com uma “qualidade” a mais. Quando percebe que há no púlpito alguém que não repete os seus bordões, passa a atacá-lo indiretamente. Suas principais provocações são: “Tem obreiro com cara de delegado”, “Hoje a sua máscara vai cair, fariseu”, “Você tem cara amarrada, mas você é minoria”. Estas frases levam o seu fanático público ao delírio, e ele se satisfaz em humilhar as pessoas que não concordam com a sua postura espalhafatosa.

Pregador popstar. Seu pregador-modelo é o show-man Benny Hinn, e não o Senhor Jesus. É um tipo de pregador admirado por milhares de pessoas. Já superou o pregador de congresso. É um verdadeiro artista. Veste-se como um astro; sua roupa é reluzente. Ele, em si, chama mais a atenção que a sua pregação. É hábil em fazer o seu público a abrir a carteira. Seus admiradores, verdadeiros fãs, são capazes de dar a vida pelo seu pregador-ídolo. Eles não se importam com as heresias e modismos dele. Trata-se de um público que supervaloriza o carisma, em detrimento do caráter.

Pregador milagreiro. Também tem como paradigma Benny Hinn, mas consegue superar o seu ídolo. Sua exegese é sofrível. Baseia-se, por exemplo, em 1 Coríntios 1.25, para pregar sobre “a unção da loucura de Deus”. Cativa e domina o seu público, que, aliás, não está interessado em ouvir uma exposição bíblica. O que mais deseja é ver sinais, como pessoas lançadas ao chão supostamente pelo poder de Deus e fenômenos controversos. Em geral, o pregador milagreiro, além de ilusionista e “poderoso” (Dt 13.1-4), é aético e sem educação. Mesmo assim, ainda que xingue ou ameace os que se opõem às suas sandices e invencionices, o seu público é fiel e sempre diz “aleluia”.

Pregador contador de histórias. Conta histórias como ninguém, mas não respeita as narrativas bíblicas, acrescentando-lhes pormenores que comprometem a sã doutrina. Costuma contextualizar o texto sagrado ao extremo. Ouvi certa vez um famoso pregador dizendo: “Absalão, com os seus longos cabelos, montou na sua motoca e vruuum...” Seu público — diferentemente dos bereanos, que examinavam “cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim” (At 17.11) — recebe de bom grado histórias extrabíblicas e antibíblicas.

Pregador cantante. Indeciso quanto à sua chamada. Costuma cantar dois ou três hinos (hinos?) antes da pregação e outro no meio dela. Ao final, canta mais um. Seu público gosta dessa “versatilidade” e comemora: “Esse irmão é uma bênção! Prega e canta”. Na verdade, ele não faz nenhuma das duas coisas bem.

Pregador massagista. É hábil em dizer palavras que massageiam os egos e agradam os ouvidos (2 Tm 4.1-5). Procura agradar a todos porque a sua principal motivação é o dinheiro. Ele não tem outra mensagem, a não ser “vitória”, principalmente a financeira. Talvez seja o tipo de pregador com maior público, ao lado dos pregadores humorista, popstar e milagreiro.

Pregador sem graça. É aquele que não tem a graça de Deus (At 4.33). Sua pregação tem bastante conteúdo, mas é como uma espada: comprida e chata (maçante, enfadonha). Mas até esse tipo de pregador tem o seu público, formado pelos irmãos que gostam de dormir ou conversar durante a pregação.

Pregador chamado por Deus (1 Tm 2.7). Prega a Palavra de Deus com verdade. Estuda a Bíblia diariamente. Ora. Jejua. É verdadeiramente espiritual. Tem compromisso com o Deus da Palavra e com a Palavra de Deus. Seu paradigma é o Senhor Jesus Cristo, o maior pregador que já andou na terra. Ele não prega para agradar ou agredir pessoas, e sim para cumprir o seu chamado. Seu público — que não é a maioria, posto que são poucos os fiéis (Sl 12.1; 101.6) — sabe que ele é um profeta de Deus. Esse tipo de pregador está em falta em nossos dias, mas não chama muito a atenção das agências de pregadores. A bem da verdade, estas também sabem que nunca poderão contar com ele...

Qual é a sua modalidade preferida, prezado leitor? Você pertence a qual público? E você, pregador, qual dos perfis apresentados mais lhe agrada?

Pastor Ciro Sanches Zibordi

segunda-feira, 9 de março de 2009

CINCO RAZÕES PORQUE PREGO SOBRE O CÉU

1º.) Porque como Igreja do Senhor na Terra – somos peregrinos

– Sl 119:19 Sou peregrino na Terra...
- Hb 11:13 Todos estes morreram na Fé, sem terem recebido as promessas, mas, vendo-as de longe, e crendo nelas, e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na Terra.
- 1 Pe 2:11 Amados, peço-vos como peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscencias carnais, que combatem contra a alma.


2o.) Porque nosso descanso não é aqui – Mq 2:10

- Ilustr: (o trabalhador ...a hora mais feliz do dia, é aquele momento, quando cansado, olha para o lado onde fica sua casa...dá um suspiro e diz: Agora eu vou para casa... Está chegando o momento para a igreja militante, quando os céus se abrirem, tendo findas as lutas e pesares - dar um suspiro feliz e dizer: AGORA VOU PARA A CASA...

3º.) Porque a Igreja ao redor da Terra tem sido atacada pela mensagem sutil do secularismo – onde os valores são invertidos – Cl 3:1-3, Pv 15:24; Hb 3:1

4º.) Porque falsos pregadores e ensinadores – com suas mensagens recheadas de prosperidade material – estão fazendo muitos crentes perderem o foco do Céu - Fp 3:20,21
- Hoje: Tres Mensagens estão sendo tiradas de muitos púlpitos: A Mensagem da Cruz e da Ressurreição......A Mensagem de Santificação.......e a Mensagem do Céu e da Volta de Cristo...

5.o) Porque Jesus está voltando – temos que pregar e ensinar sobre o eterno porvir - 1 tS 4:16,17; Ap 22:7,12,17,20; Jo 14:1-3

Pastor Marcos Antonio

LIÇÕES DO CRUCIFICADO

"Já estou crucificado com Cristo..." (Gl 2:20)

Maravilhosas lições podemos aprender com o crucificado:

1. O CRUCIFICADO NÃO DOMÍNIO SOBRE SI
- Por estar preso a Cristo e em total dependencia dEle - Jo 15:5

2. O CRUCIFICADO NÃO PODE OLHAR PARA TRÁS
- Quem olha para trás, não está apto para o Reino de Deus - Lc 9:62

3. O CRUCIFICADO NÃO TOCA COM SEUS PÉS NA TERRA
- Ele pensa e busca as coisas de cima - Cl 3:1-3

4. OS MESMOS QUE CRUCIFICAM SÃO OS MESMOS QUE LEVANTAM O CRUCIFICADO
- Fala das tribulações, aflições e lutas de nossa vida - At 14:22
- Fala também daqueles que hoje nos causam males - Mais tarde, os mesmos poderão ser os intrumentos de Deus para nossa promoção - Et 6:11

Pastor Marcos Antonio

sexta-feira, 6 de março de 2009

DESPERTAMENTO ESPIRITUAL

MATÉRIA PARA A ESCOLA BÍBLICA DE OBREIROS
ASSEMBLÉIA DE DEUS DE LARGO, FLORIDA - USA

Ministrante: Pastor Marcos Antonio
______________________________________________________________________________________


“ Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.” (Efesios 5:14)


Introdução:

• Em Foco: Carta aos Efésios

• O Contexto de Efesios 5 – Paulo dá conselhos para uma vida santa:

1º.) Quer ser santo – Imite a Deus
– Ef 5:1

2º.) Quer ser santo – Ame como Cristo amou
– Ef 5:2

3º.) Quer ser santo – Vença as Obras da carne
– Ef 5:3-5

4º.) Quer ser santo – Não de ouvidos ao conselho do ímpio
– Ef 5:6,7

5º.) Quer ser santo – Ande na Luz
– Ef 5:8-13

• Agora chegamos ao versículo 14 – Quando a Palavra confronta o que dorme ou está espirituamente morto, chamamdo-o para o maravilhoso Despertamento que só Cristo pode dar.

• Consideremos algumas lições maravilhosas do Despertamento Espiritual em Efesios 5:14:


1. “DESPERTA TU QUE DORMES”

A chamada de Deus para o Despertamento Espiritual

a) Devemos despertar porque estamos na Última Hora – Rm 13:11,12


b) Devemos despertar do sono do comodismo – Mt 25:5,6


c) Devemos despertar do sono da indiferença para com os perdidos – Jn 1:1-6


d) Devemos despertar do sono do desanimo e da prostração espiritual – Is 52:1,2


e) Devemos despertar do sono do abatimento e da depressão – 1 Rs 19:1-7


f) Devemos despertar do sono da indefinição espiritual – At 20:7-11


g) Devemos despertar do sono da negligencia espiritual – Mt 13:24,25


h) Devemos despertar do sono do descuido e insensibilidade – 1 Rs 3:16-19




2. LEVANTA-TE DENTRE OS MORTOS

O imperativo do Despertamento Espiritual

a) Somente estar acordado, despertado não é suficiente; é necessário estar em pé – Ez 2:1


b) O profeta Daniel recebeu Tres Toques de Despertamento –
1º. Toque – Para levantar – Dn 10:11,12
2º. Toque – Para abrir os lábios – Dn 10:16
3º. Toque – Para descansar – Dn 10:18,19


b) De onde o Senhor nos levanta:
• O Senhor nos levanta do pecado – Lc 15:18-20;
Sl 40:1-3


• O Senhor nos levanta das trevas – Is 60:1,2


• O Senhor nos levanta do pó e do monturo – Sl 113:5-8


• O Senhor nos levanta da prostração causada por tropeços cometidos - Sl 37:23,24

“Ora Aquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória.” - Jd 24

Tres tipos de tropeço que levam a queda espiritual:
1º.) Tropeço moral – 2 Sm 11:1-5

2º.) Tropeço financeiro – 1 Tm 6:5-12

3º.) Tropeço doutrinário – 1 Tm 4:1

• O Senhor nos levanta da morte – Ef 5:14

Os Cinco Estados de Lázaro ilustram muito bem esta verdade espiritual:

1º.) Lázaro enfermo – Jo 11:1,2
Fala do crente que adoeceu na fé.


2º.) Lázaro morto – Jo 11:14
Fala do crente espiritualmente morto.


3º.) Lázaro cheirando mal – Jo 11:39
Fala do crente cujo testemunho é péssimo.


4º.) Lázaro amarrado – Jo 11:43,44
Fala do crente, que mesmo tendo provado a vida que há em Cristo, ainda não se desvencilhou das ataduras espirituais, que o impedem de caminhar.


5º.) Lázaro ‘a mesa com Jesus – Jo 12:1,2
Fala do crente ressuscitado por Jesus para uma nova vida e que hoje está ceando com Jesus – Ap 3:20


3. E CRISTO TE ILUMINARÁ

A Benção do Despertamento Espiritual


a. Não existe cenário mais lindo, do que ao despertar, ver que o sol está brilhando em um dia lindo. Quem é despertado por Deus, tem como benção maior, Jesus o Sol da Justiça – Ml 4:2



b. No texto de Nm 6:24-26, no original hebraico – Quando diz do brilho do rosto de Deus; dá a idéia de Deus sorrindo.




c. E CRISTO TE ILUMINARÁ – Ef 5:14

• Ele ilumina as nossas trevas – 2 Sm 22:29; Jó 29:1-3


• Ele ilumina os olhos do nosso entendimento – Ef 1:18


• Ele ilumina o nosso caminho – Sl 119:105


• Ele ilumina a nossa mente – Sl 34:5


• Ele ilumina o mais intimo de nosso ser – Ef 5:12-14; Sl 90:8


Pastor Marcos Antonio

terça-feira, 3 de março de 2009

O SILENCIO DE DEUS

"Ó Deus, não estejas em silencio!..." (Salmo 83:1)

Introdução:
- O clamor do salmista Asafe: "Ó Deus não estejas em silencio!..."; muitas vezes é o nosso clamor, diante dos problemas da vida, diante da doença incurável, diante da tragédia, diante do inesperado...

- Penso que, mais duro do que vivenciar a doença, a perda dos filhos, o desprezo da esposa e a incompreensão dos amigos - foi para Jó - experimentar o Silencio de Deus.

- Canta-se um hino que diz que: Quando Ele está em silencio, é porque está trabalhando (Is 64:4)

- "O Silencio de Deus tem mais eloquencia do que qualquer discurso." (Martin F. Tupper)

- Deus nos quer atentos a Sua Voz (Hb 3:15), mas também ao seu Silencio - pois, Ele deseja nos ensinar maravilhosas lições.

- Lembremos que Deus faz silencio de diversas maneiras:


1. O SILENCIO DA REPROVAÇÃO

a) Este é o Silencio punitivo de Deus e reprovador de Deus diante do pecado - Is 59:1,2

b) Se vivermos em pecado, de nada adiantará nossa religiosidade de fachada; Deus fará silencio - Is 1:11-20

c) Bem disse o salmista - Salmo 66:18 "Se eu atender a iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá."


2. O SILENCIO DA PROVAÇÃO

a) Jó foi aperfeiçoado pelo Silencio da provação de Deus - Jó 13:15; 19:25

b) A mulher cananéia vivenciou primeiro o Silencio do Senhor, mas não desistiu, perseverou em buscar a benção, e foi alcançada - Mt 15:21-28

c) O apóstolo Paulo é um exemplo clássico de alguém que ao sofrer pelo terrível espinho na carne, clamou para que o mesmo fosse por Deus tirado; mas, sobre isto - Deus fez silencio. Que disse o silencio de Deus para Paulo...Disse o seguinte:
- Tem espinho Paulo, mas tem Graça... - 2 Co 12:7,8

3. O SILENCIO DA ESPERA

a) Deus responde-nos de tres formas: Sim, Não e Espere

b) Não gostamos quando Deus nos coloca em Sua Sala de Espera - Sl 40:1

c) Com razão disse o profeta Jeremias - "Bom é ter esperança e aguardar em silencio a Salvação do Senhor." - Lm 3:26


4. O SILENCIO DO AMOR

a) Deus nos ama tanto, que faz pausa de silencio. Assim nos diz a Palavra: "O Senhor teu Deus está no meio de ti, poderoso para te salvar, Ele se deleitará em ti com alegria, CALAR-SE-Á POR SEU AMOR." (Sofonias 3:17)

b) Este texto de Sofonias, me faz lembrar dos tempos em que toda a noite (como todo pai e mãe) vai até o quarto dos filhos, dar uma olhadinha carinhosa neles... Lembro que ao ve-los dormindo - olhando-os com amor, ficava ali parado em silencio... Ao lembrar desta linda cena, entendi melhor o texto acima do profeta Sofonias.

c) Não reclame se Deus te faz silencio... Por certo Ele parou para te olhar e te amar em silencio... - Jo 13:1

Pastor Marcos Antonio